Escola bilíngue, programa bilíngue e aula de inglês

Home Escola bilíngue, programa bilíngue e aula de inglês

Entenda quem é quem na educação bilíngue

Em 2022, ainda é possível para uma escola se denominar bilíngue apenas por oferecer aulas de inglês no Infantil ou Fundamental 1 em muitos lugares do Brasil, mesmo que meia horinha por semana. Mas o parecer que regulamenta a Educação Plurilíngue já foi aprovado, e isso vai trazer sérias mudanças. Bem, pelo menos, na forma como a propaganda é feita! Escolas que não se adequarem à nova diretriz não poderão ser chamadas de bilíngues.

Quais serão as opções para as escolas?

A escola poderá manter uma professora especialista que vai até a sala para dar aula de inglês. No entanto, terá de retirar o nome “Bilíngue” de toda sua divulgação e comunicar sua comunidade, inclusive as famílias, dessa mudança. Ela poderá dizer que oferece aulas de inglês assim como oferece capoeira ou dança. Nessa modalidade, a escola não precisa fazer nenhuma adequação especial ou obrigatória, a não ser que uma regulação municipal ou regional faça essa exigência.

Outra opção prevista na legislação é a Carga Horária Estendida em Língua Adicional. Aqui estão as escolas que atualmente têm os chamados programas bilíngues. O mínimo oferecido para se enquadrar a esta categoria é três horas por semana. Aqui a escola também não poderá dizer que é bilíngue!

Mas, então, o que é uma escola bilíngue?

De acordo com a legislação:

“Art. 2º As Escolas Bilíngues se caracterizam por promover currículo único, integrado e ministrado em duas línguas de instrução, visando ao desenvolvimento de competências e habilidades linguísticas e acadêmicas dos estudantes nessas línguas.”

Agora sim podemos perceber a diferença entre a escola bilíngue e as outras modalidades! Currículo único e integrado, habilidades linguísticas e acadêmicas na língua adicional. Assim, a escola bilíngue não oferece aulas DE inglês, mas sim aulas EM inglês e isso precisa estar também no projeto político pedagógico da escola. 

Outras exigências para a escola ser bilíngue são: carga horária da língua adicional entre 30% e 50% (para Infantil e Fundamental 1), formação dos professores e avaliação dos alunos. 

A formação dos professores precisa ser específica para a escola bilíngue. Isso quer dizer que, no Infantil e Fundamental 1, as professoras precisam ser formadas em Pedagogia ou Letras e ter uma formação complementar em educação bilíngue de, no mínimo, 120 horas. Se você quiser conhecer o curso de extensão certificado pelo MEC que a gente oferece, clique aqui!

Além dessa formação acadêmica, as professoras precisam comprovar proficiência mínima B2 na língua adicional, apesar da legislação não estabelecer como essa comprovação deverá ser feita. Nossas alunas da extensão têm desconto de 20% em cursos de inglês on-line parceiros para ajudar nessa exigência.

Mas, e as escolas que atualmente se denominam “de imersão”, ou seja, têm carga maior do que 50% na língua adicional?

Bem, elas vão poder optar por se adequar à carga de 50% ou poderão tentar se adequar como Escola Brasileira com Currículo Internacional. Nesta situação, elas ainda terão que reorganizar o projeto político-pedagógico e o currículo para garantir que exista uma integração entre os idiomas e também comunicar a comunidade escolar dessa mudança.

Um ponto muito importante que temos que destacar é que: 

“Art. 5º As Escolas Bilíngues, as Escolas com Carga Horária Estendida em Língua Adicional e as Escolas Brasileiras com Currículo Internacional são instituições educacionais brasileiras e devem cumprir a legislação e normas do país, a exemplo da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).”

Aqui, outra questão bem séria se coloca, já que a BNCC não faz nenhuma menção a línguas adicionais no Infantil e Fundamental 1, então as escolas vão precisar buscar algumas referências em currículos internacionais de forma muito reflexiva, contextualizando e adaptando-se para que possa emergir desse movimento uma educação bilíngue verdadeiramente brasileira!

Se sua escola está ou quer iniciar esse processo, conte com a gente!


ÚLTIMOS POSTS

TAGS

brincadeira bilíngue brincar bilíngue Coordenação Bilíngue Coordenação Pedagógica Curso bilingue Curso de Extensão Educação Infantil bilíngue free play Gestão Escolar Gestão Pedagógica livre brincar Planejamento Planejamento bilíngue Professora Bilíngue Professora Educação Infantil Práticas pedagógicas Reunião de Pais Vida de Professora Well-being

Blog at WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: