Saia – mesmo – da escola

Home Saia – mesmo – da escola

Não leve o trabalho junto com você para casa!

Ah, entrar em casa! Que momento mais delicioso do dia! Mas normalmente não é um marco, é simplesmente um alívio. Deixa eu adivinhar o que acontece. Seu corpo se transporta para a casa, mas sua mente continua no trabalho e isso gera estresse, ansiedade, estafa mental ou, simplesmente, todas essas opções.

O que ouvimos de maior desafio para as professoras na nossa comunidade da Bilinguistas ao pensar no bem-estar dela é não conseguir desligar a cabeça ao pisar em casa após um dia de trabalho. E é difícil mesmo, né? E antes de começar a colocar algumas práticas para você, preciso reforçar que não estou dizendo para você não gastar tempo pensando nas crianças, no planejamento e na escola. Até porque muitas de nós gostamos do que fazemos, e também gostamos de pensar nas coisas que nos são queridas! 

Entretanto, como tudo, tem um tempo e um limite para se dedicar a essa tarefa e, já que muito do nosso trabalho é no pensamento, precisamos desligar, do contrário a nossa criatividade e energia acabam, para não falar dos relacionamentos em nossa volta, durante o semestre, precisando ser resgatados duas vezes ao ano. E sabemos disso na pele, não é? Por isso, com um pouco de planejamento, e é pouco mesmo, você vai conseguir achar uma estratégia para fazer a transição necessária de escola para casa. 

Agora, vamos trazer algumas dicas de como desligar a cabeça do trabalho para iniciar seu “Time On” ou o tempo que você tem para viver sem estar ligada ao trabalho. Se você acabou de nos seguir ou ainda não sabe o que é essa mudança de paradigma para “Time On”, vá para os destaques de Teacher Well-being no nosso Instagram e assista aos stories sobre o assunto. 

Vamos para as dicas! Escolha uma e tente fazer por uma semana, veja como você se sente! Se precisar trocar de estratégia, continue com o que funciona ou crie uma outra, mas não deixe de tentar achar um jeito de desligar! 

Dica #1:

Abraçar a porta de casa antes de entrar e fazer um momento de mindfulness antes de entrar. Faça um esforço consciente de desligar seu cérebro. 

Dica #2:

Entrar em casa, guardar em um lugar nada visível todos seus pertences da escola, inclusive, trocar de roupa. Fazer esse movimento físico pode ajudar você a pensar em outras coisas, metas pessoais e entrar “em casa”. 

Dica #3: 

Entrar em casa, tomar um banho e, enquanto você está no piloto automático, converse com seus pensamentos fazendo uma miniterapia “not now school thoughts” e intencionalmente pense em algo que vai ocupar seu “time on”. Isso leva muito treino, tenha paciência consigo mesma!

Dica #4:

Usar o espaço da escola após a aula para terminar o que está na sua cabeça, fazendo uma lista de “to dos” para o dia seguinte se precisar. Assim, você sai do prédio com uma sensação que já permite desligar. É aquele lema de “deixar o trabalho no trabalho”. É melhor ficar após seu horário de trabalho e terminar o que tem que ser feito do que ir para casa e contaminar esse ambiente com as ansiedades do dia seguinte. 

Dica #5:

Criar um hábito de ir a um lugar intermediário entre trabalho e casa. Por exemplo, uma caminhada na praça, fazer academia, tomar um lanchinho ou um café em um lugar, ir visitar alguém que você ame, bom, você sabe onde mora e o que pode fazer! Essa quebra pode resetar sua cabeça para o resto do dia. 

Dica #6:

Para algumas pessoas, a música tem o poder de fazer uma transição entre mundos. Além de ajudar sua cabeça a fazer essa transição, a música tem o poder de recarregar a criatividade e energia, ou, dependendo da música, pode trazer um relaxamento após um dia corrido. 

Agora, se você é mãe de uma criança pequena e tem que chegar em casa para cuidar da sua criança, boa sorte no cansaço e na energia, MAS a criança tem o poder excelente de tirar sua mente do trabalho na hora e colocar seu foco nela. Ela ajuda com essa questão naturalmente! 

Enfim, fazer um miniplanejamento para criar uma rotina para desligar sua cabeça pode resguardá-la de muito estresse, sentimento de sobrecarrega e criar um sentimento de bem-estar para que você consiga desfrutar da sua vida fora do trabalho, sua vida pessoal. 

Existem coisas que você controla, professora, e outras que você não controla. Para entender o que estamos dizendo e a razão para nós falarmos de Teacher Well-being, clique aqui. 

Para nos seguir no Instagram e assistir aos stories de Teacher Well-being aos domingos, clique no botão!


Posts recentes


Tags

5 Estratégias de Organização Para Fazer seu Curso On-line A Roda na Educação Infantil Avaliação Bilíngue bilinguismo infantil brincadeira bilíngue brincar adulto brincar bilíngue Coordenação Bilíngue Coordenação Pedagógica Curso bilingue Curso de Extensão Cursos Bilíngues Cursos Educação Infantil Cursos Online dia das professoras Educação Infantil bilíngue Elaboração de CV Empregabilidade Escolhas Profissionais Exigências Para Começar em uma Sala de Aula Bilíngue Formação continuada na Educação Infantil free play Gestão Escolar Gestão Pedagógica Legislação Bilíngue livre brincar Objetivos de Aprendizagem observação e registro O que colocar no CV de professora bilíngue Planejamento Planejamento bilíngue Planejamento bilíngue e escuta Por Que Você Usa Tanto a Frase "Good Job!"? Professora Bilíngue Professora Educação Infantil Professora Reflexiva Profissão Docente Práticas pedagógicas Qual é a diferença entre objetivos de aprendizagem e o tal de learning outcomes? Relatórios na Educação Infantil Reunião de Pais Saber escrever relatórios Teorias na Prática Vida de Professora Well-being

ÚLTIMOS POSTS

TAGS

brincadeira bilíngue brincar bilíngue Coordenação Bilíngue Coordenação Pedagógica Curso bilingue Curso de Extensão Educação Infantil bilíngue free play Gestão Escolar Gestão Pedagógica livre brincar Planejamento Planejamento bilíngue Professora Bilíngue Professora Educação Infantil Práticas pedagógicas Reunião de Pais Vida de Professora Well-being

Blog at WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: