O poder do ciclo para a aprendizagem da professora

Home O poder do ciclo para a aprendizagem da professora

Ano após ano, você vivencia um ciclo – adaptação, semana do carnaval, abril voando, escrita de relatórios se misturando com ensaio de festa junina, cansaço, férias. Readaptação, agosto nunca acaba, setembro voa, semana da criança e dia dos professores, novembrite aguda, combo festa de encerramento, relatórios e reunião de pais, exaustão, férias. E de novo, e de novo.  

Cada ano traz um recomeço, mas você já não é a mesma professora que foi no início do ano passado. Talvez você tenha mudado de escola, de turma, de segmento, até mesmo de função ou talvez você não mudou nada “de fora”. Mesmo assim, o ano recomeça, o ciclo se repete, mas você não deveria. E digo o porquê!

Da mesma forma que pensamos na construção do conhecimento em espiral para nossas crianças, a forma cíclica como o ano acontece para professoras traz a possibilidade de passarmos por experiências similares repetidamente, mas não podemos passar por elas como se fosse a primeira vez. Então, se todos os anos a escrita dos relatórios é um sofrimento, se todos os anos você acha difícil planejar a adaptação, se todos os anos você tem dificuldade com as reuniões de pais, isso mostra que você está perdendo a chance de amadurecer profissionalmente com o caráter cíclico de nossa profissão. É duro ler isso, né? Mas sempre é tempo de se preparar para mudar. 

Você já sabe como o ano começa: na adaptação. Como você passou por essa fase no ano passado? O que você aprendeu? Quais foram as estratégias que trouxeram bons resultados? Foi aquele brinquedo, história, música que ajudou você a acalmar e acolher uma criança? Qual foi a fala de uma mãe que mudou sua forma de encarar o processo? Qual foi a dica de uma coordenadora ou professora experiente que mais ajudou você? Essas são perguntas que vão sustentar uma reflexão para que, ao passar pelo início da adaptação no próximo ano de forma mais amadurecida, você se apoie na sua experiência para, a cada ciclo, ter mais facilidade e tranquilidade. É assim que se constrói um repertório de práticas! 

O mesmo vai valer para cada etapa cíclica que acontece no seu contexto de trabalho. É pensando em boas perguntas e registrando as estratégias e aprendizagens que você vai se tornar uma professora com controle sobre seu trabalho, em oposição a uma professora que é engolida por ele. Quando a gente vive semana a semana, a gente está sempre exausta, sempre devendo, sempre enterrada em demandas que nunca terminam, domingo após domingo fazendo planejamento, correção, preparando atividades, escrevendo relatórios, montando eventos. Nossa profissão é cíclica, mas este é um ciclo que devemos quebrar sem dó, chega de ter a sensação de que trabalhamos o tempo todo e nunca chegamos a lugar nenhum! Neste ano, escolha focar em uma ação ou um aspecto da sua prática para melhorar e sair desse ciclo. Crie uma meta para você mesma! 

E este é exatamente o ponto: quebrar o ciclo de passar cada ano como se fosse o primeiro. Seus aprendizados precisam permear os novos ciclos, precisam torná-los mais simples e eficientes. Então, que o novo ano comece, mas que você tenha continuidade e carregue sua sabedoria para começar renovada, mas não zerada!

ÚLTIMOS POSTS

TAGS

brincadeira bilíngue brincar bilíngue Coordenação Bilíngue Coordenação Pedagógica Curso bilingue Curso de Extensão Educação Infantil bilíngue free play Gestão Escolar Gestão Pedagógica livre brincar Planejamento Planejamento bilíngue Professora Bilíngue Professora Educação Infantil Práticas pedagógicas Reunião de Pais Vida de Professora Well-being

Blog at WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: